• Adriana Moura

Como preparar o cardápio semanal

A solução para comer bem sempre foi cozinhar a própria comida. Quem passava o dia todo no trabalho ou na escola sabe como depender de restaurantes saía caro e nem sempre era o melhor para a saúde. Afinal, não dá para saber a procedência dos ingredientes, a forma como os pratos são preparados e as condições de higiene da cozinha. Se falta tempo para preparar as próprias refeições, organização e planejamento são fundamentais para criar o cardápio da semana e carregar sempre marmitas saborosas e nutritivas. Esse era um cenário muito comum antes da pandemia do coronavírus.


Hoje, estamos em casa confinados com nossa família e a renda para muitos diminuiu. Por força das circunstâncias, passamos a cozinhar mais em casa todos os dias e acredito que, para muitos, esse certamente continua sendo um grande desafio.



Mas como preparar o cardápio semanal?


Está convencido do quanto vale fazer o seu cardápio da semana? Para colocar a proposta em prática, confira algumas dicas:


1) Faça as contas

Antes de qualquer coisa, considere quantas pessoas vão consumir as refeições. A demanda de ingredientes para o cardápio da semana de um casal é diferente de quem come sozinho. Fazer esse cálculo evita exageros e desperdícios. Observe se as sobras serão consumidas no jantar, por exemplo, ou congeladas.  Faça sempre uma lista completa de gastos no supermercado, no açougue e na feira. Outro hábito bacana é pensar no reaproveitamento dos ingredientes, que podem virar um prato novo em outra refeição. Isso ajuda a economizar tempo e dinheiro.


Antigamente fazíamos estoques de produtos. Lembro-me da época dos meus pais que corriam para o supermercado no dia do pagamento, pois os preços dos produtos subiam todos os dias. Hoje, isso mudou, e a cada dia temos promoções em diferentes estabelecimentos. Então, só vale a pena comprar em maiores quantidades (por exemplo, nas promoções comuns do tipo leve 3 pague 2) você estiver por dentro dos preços das demais lojas, e se esses produtos serão consumidos logo. Outra opção que funciona super bem é a compra de supermercado on-line. Evita aquela vontade de enfiar tudo que está em promoção no carrinho.


2) Adiante o seu trabalho

Tudo o que a gente quer é praticidade, não é mesmo? Então, antecipe a preparação dos alimentos o máximo possível. Prefira comprar frutas e legumes maduros. Ao chegar em casa, deixe os alimentos descascados e cortados em saquinhos ou potinhos. Alguns legumes podem ser previamente cozidos e congelados. Armazene bem as carnes, em porções adequadas para o consumo. Use etiquetas para facilitar a identificação dos alimentos na geladeira e no freezer.


3) Detalhes que fazem a diferença

Caso o seu cardápio tenha um dia de lasanha, você pode deixar ela semi-preparada na geladeira um dia antes. Para isso ou outros tipos de pratos, opte por refratários de vidro, porque alguns tipos de plástico liberam substâncias tóxicas para o alimento, o que é prejudicial à saúde. Mantenha a refeição sempre bem refrigerada e preste atenção nos pratos que não devem ser temperados com muita antecedência. Saladas, por exemplo, devem ser preparadas no dia e temperadas somente na hora de consumir, para que as folhas não murchem nem estraguem.


Vou deixar aqui para vocês uma ideia de cardápio para o almoço. Aqui em casa não temos o costume de jantar. Apenas fazemos um lanche. Aproveite para montar o cardápio com a ajuda da família, assim cada um participa desse momento.


Cardápio Semanal
.pdf
Download PDF • 62KB

Espero que tenham gostado das dicas e lembrem-se de que, comprando somente a quantia certa da semana, economizamos bastante.

1 visualização