• Adriana Moura

Self Storage: um aliado da organização de ambientes


Armazém de self storage pode ser uma solução prática para a organização

Nesta semana, um telejornal de grande audiência publicou uma extensa matéria sobre self storage, um serviço ainda em fase de maturação no Brasil, relativamente pouco usado (se comparado com outros países), mas que vem se tornando cada vez mais comum. Segundo a ASBRASS (Associação Brasileira de Self Storage), a procura pelo serviço cresceu 5% apenas no período entre Abril e Junho de 2020, ou seja, um espaço de tempo de apenas dois meses!


O que justifica um aumento tão expressivo em tão pouco tempo? Mais importante ainda, você já conhece esse serviço e sabe como ele pode ser um grande aliado da organização de ambientes? Então vem comigo que eu vou te contar...


O self storage (ou self-storage, com hífen) é um serviço de aluguel de espaços para armazenagem de objetos em geral, mas frequentemente utilizado para guardar bens, móveis, documentos ou mercadorias. Como o próprio nome indica, é um autosserviço, ou seja, você mesmo gerencia a organização, layout, entrada e saída de itens, controle de acesso, etc. Os espaços disponíveis para locação normalmente variam de 1,5 m² a 12 m², podendo ser ainda maiores dependendo das necessidades do cliente.


Durante a atual pandemia de COVID-19, muitas empresas foram obrigadas a encerrar as atividades por falta de clientes e precisaram de espaços para armazenar móveis, arquivos e produtos em estoque. Ao mesmo tempo, muitas pessoas viram sua renda reduzida e tiveram que se mudar para imóveis menores e mais baratos, vendo-se obrigadas a remover alguns móveis da decoração da casa. Por outro lado, o comércio eletrônico explodiu (e deve continuar em alta mesmo depois da pandemia) e estes novos comerciantes virtuais precisam de espaço para armazenar os seus produtos à venda e, muitas vezes, não dispõem de espaço físico para isso.


Enfim, todos esses fatores, combinados, provocaram o aumento expressivo de popularidade do serviço que mencionamos no começo do texto.


Uma subespecialização do self-storage é o guarda móveis, um serviço usado com frequência pela InPllace para o serviço de organização da mudança. Não é incomum que clientes que se mudam de cidade ou mesmo de país prefiram armazenar seus móveis atuais em depósitos até que estejam estabelecidos num novo imóvel em outra localidade. É possível que o transporte de todo o mobiliário nem mesmo compense financeiramente (no caso de mudança de país) e prefiram manter os atuais bens armazenados até uma destinação mais definitiva. Às vezes, ainda, os depósitos são usados de forma temporária durante uma reforma ou construção.


Um uso menos comum, mas que vem ganhando adeptos é o uso desses espaços como forma de organizar a bagunça em casa, removendo itens menos usados (arquivos e documentos antigos, roupas menos usadas, etc.), ampliando o espaço disponível em casa e favorecendo a organização dos ambientes.


Enfim, várias são as razões pelas quais uma Personal Organizer pode fazer uso dos espaços de self storage e a InPllace não é diferente. Os bons prestadores de serviço mantêm relações detalhadas contendo cada item armazenado, devidamente codificado, bem com sua localização, proporcionando grande eficiência no acesso e resgate desses itens quando necessário.


Em síntese, as vantagens do serviço de self storage são bastante claras, em geral, pois proporcionam bastante tranquilidade e segurança ao locatário, que fica com as chaves e tem acesso exclusivo ao local. De quebra, deixam a casa ou escritório bem mais organizados.


Como não poderia deixar de ser, aproveito para te dar algumas dicas, caso decida por contratar um serviço de armazenagem:

  • Organize os itens em caixas. Caso opte por caixas de papelão, minha sugestão é adquirir caixas novas. Ficam livre de ranhuras e odores de outros produtos.

  • Embrulhe cada objeto, roupa, afins pensando na sua vida útil. Por exemplo, se for armazenar roupas de cabide, prefira as caixas com cabideiro, pois as peças podem respirar, não amassam e mantém a boa aparência por mais tempo. No caso dos eletrônicos, envolvê-los em plástico bolha é uma boa opção.

  • Identifique tudo, ainda que o prestador de serviço tenha seus próprios códigos e rótulos. Fica mais fácil na hora de resgatar. Sinalize claramente como "frágil" os objetos mais sensíveis.

  • Lacre muito bem todas as caixas: uma boa vedação traz muita segurança.

  • Coloque um forro no chão antes de colocar seu material, pode ser uma lona preta, plástico bolha ou paletes. Evite colocar as caixas diretamente em contato com o piso.

Se estiver interessado em organizar a casa, produzindo espaço nos ambientes, deixando tudo em ordem, mas sem se desfazer daqueles itens de valor prático ou sentimental, entre em contato com a InPllace e eu terei prazer em te ajudar.


Até a próxima!

3 visualizações